Responsável Técnico: Dr. Gladyston Matioski CRM 21048/PR

Artrose de quadril atinge milhões de brasileiros

Degenerativa e progressiva, a doença é causada pelo atrito entre os ossos, podendo gerar a completa destruição da cartilagem.

Imagem: freepik.com

De acordo com dados do Ministério da Saúde, as articulações mais atingidas pela artrose são joelhos, dedos e quadris, sendo que 10 milhões de brasileiros possuem a artrose de quadril. A articulação do quadril é formada pelo acetábulo e a cabeça do fêmur. Essas estruturas são envoltas por diversos músculos, tendões, ligamentos e outras estruturas que permitem que os movimentos sejam feitos. A artrose causa um desgaste da cartilagem entre a cabeça femoral e a bacia, causando dor na virilha ou lateral do quadril, diminuição da mobilidade e claudicação (mancar).

Pessoas com mais de 55 anos (principalmente as mulheres) possuem maior chance de desenvolver a artrose, embora ela também possa acometer homens e pessoas mais jovens. É importante observar, porém, que a artrose também pode estar relacionada a fatores como obesidade e sobrepeso, hereditariedade, problemas metabólicos e uso inadequado de equipamentos de musculação, por exemplo. O principal sintoma da artrose é a dor nas articulações, que costuma piorar no final do dia ou após alguma atividade física. Conforme a doença avança, os episódios de dor podem ocorrer em atividades menos intensas.

Segundo Gladyston Roberto Matioski Filho, ortopedista especialista em quadril, é possível atuar na prevenção da doença: “A degeneração articular, não apenas no quadril, mas em todas as articulações, tem início a partir dos 30 anos. O ideal então, é que por volta da segunda década de vida as pessoas já comecem a viver de maneira a evitar o desenvolvimento desse quadro no futuro”, comenta.

A prevenção, de acordo com Matioski, passa pelos cuidados que em geral garantem uma vida saudável. Além da pratica frequente de exercícios físicos, é preciso ter atenção quanto ao sobrepeso e à obesidade, fatores que podem contribuir para o surgimento da artrose nas articulações. A alimentação é outro fator importante para a prevenção da doença: “Alimentos ricos em vitamina D e cálcio são essenciais para a saúde dos ossos. Já a ingestão de alimentos com colágeno pode evitar uso de medicação no futuro, pois o colágeno protege as articulações, funcionando como um amortecedor e evitando o atrito ósseo que causa artrose”, declara o médico.

Tratamento

Apesar de ainda não existir cura para a doença, existem tratamentos que ajudam a reduzir ou eliminar a dor causada pela artrose, garantindo assim mais qualidade de vida ao paciente. O tratamento conservador da artrose envolve uso de medicações e fisioterapia, porém, dependendo da articulação afetada e do estágio de avanço da doença, pode ser necessária a intervenção cirúrgica.

Para pacientes que possuem artrose de quadril, é comum a cirurgia de Artroplastia Total de Quadril, popularmente conhecida como Prótese de Quadril. O procedimento substitui a articulação comprometida por prótese feita em material de alta resistência, o que garante ao paciente melhor qualidade de vida.