Responsável Técnico: Dr. Gladyston Matioski CRM 21048/PR

As causas comuns de dor no quadril em atletas

Tanto os atletas amadores quanto os profissionais podem desenvolver problemas que causam dor na região do quadril, dificultando a pratica de esportes.


Apesar de serem mais comuns os quadros causados por impacto e saltos, recorrentes em esportes como corrida e vôlei, as lesões nessa região também podem estar relacionadas à insuficiência e desequilíbrio muscular, má formação óssea e certos padrões de movimentos repetitivos ou traumáticos.

Entre as causas mais comuns de dor no quadril em atletas, podemos citar:

Bursite do quadril

Devido ao uso excessivo da articulação do quadril, é mais comum em corredores, mas também pode ser causada por queda ou impacto que resulta em inflamação da bursa do quadril (saco cheio de líquido localizado ao redor da articulação). Esse quadro causa dor em praticamente todos os movimentos do atleta, impedindo a pratica de exercícios.

Artrose do Quadril

A artrose do quadril é uma das causas mais comuns de dor crônica no quadril tanto para atletas como para quem não pratica esportes. A artrose é um tipo de artrite causada pelo desgaste ou degeneração da articulação do quadril. Com o passar do tempo, a cartilagem lisa e protetora da cavidade do quadril se desgasta e o osso é exposto, tornando o movimento doloroso. Inicialmente, o tratamento é conservador, feito com repouso, uso de medicação e fisioterapia, porém, quando o paciente não apresenta melhora, a cirurgia de substituição do quadril pode ser uma necessária.

Fratura por estresse do quadril

Comum em corredores, é causada por microtraumas repetitivos no osso ao longo do tempo. O melhor tratamento é evitar o impacto da corrida e permitir que o osso se cure.

Luxações e tensões na virilha

Causa dor na parte da frente do quadril e na parte interna da coxa (virilha). Em geral, trata-se do resultado de uma contração ou distensão do músculo adutor. Esta lesão muscular aguda é semelhante a qualquer outro tipo de músculo puxado ou tensionado, mas ocorre quando os músculos da parte frontal e da parte interna da coxa (os adutores) são forçados ​​além de seus limites.

Síndrome da banda iliotibial

Também chamada de Síndrome do Trato iliotibial (TIT) ou “joelho do corredor”, é uma causa comum de dor no joelho e no quadril em atletas. Caracteriza-se por dor incômoda ou aguda na parte externa do quadril, que aumenta durante a corrida, ao descer escadas ou levantar-se de uma posição sentada. A banda iliotibial age principalmente como um estabilizador durante a corrida e pode se inflamar com o uso excessivo.

Síndrome do Piriforme

Pode causar dor glútea (nas nádegas) e ciática em alguns atletas. O pequeno músculo piriforme percorre a parte posterior do sacro em direção a parte externa do quadril. Se esse músculo se tornar rígido, encurtar ou tiver cãibras, pode exercer pressão sobre o nervo ciático que passa por baixo. A dor muitas vezes irradia até a parte de trás da coxa ou para a lombar.

É importante que aos primeiros sinais de dor na região, um especialista em quadril seja procurado, a fim de prevenir o desenvolvimento de uma condição crônica e indicar a melhor linha terapêutica para o paciente.