Responsável Técnico: Dr. Gladyston Matioski CRM 21048/PR

Como é o pós-operatório de Prótese de Quadril?

Nos primeiros dias de pós-operatório, é necessário uso de andador fixo sem rodas.

O quadril é a articulação que liga a cabeça do fêmur e a bacia (acetábulo). É uma das articulações mais importantes do corpo humano, pois os quadris permitem aos seres humanos ficarem em pé, sentarem e realizarem vários movimentos.

A artrose é a principal causa da necessidade da Artroplastia Total de Quadril, cirurgia que substitui a articulação dolorosa por próteses feitas com uso de materiais resistentes como metal, polietileno de alta densidade e cerâmica. Esses componentes fixam-se aos ossos com ou sem cimento acrílico, dependendo do caso.

Na cirurgia, a cabeça femoral é removida junto com toda cartilagem desgastada. O componente acetabular geralmente é não-cimentado, fixado ao osso por pressão com ou sem parafusos para crescimento ósseo (osteointegração).

Fisioterapia

Após qualquer procedimento cirúrgico, o repouso relativo é necessário para uma boa cicatrização. Em contrapartida, os efeitos de evitar os movimentos podem causar problemas como inchaço (edema) prolongado, dor persistente e fraqueza muscular, além de redução ou perda da mobilidade.

Sendo assim, a fisioterapia se torna essencial já nos primeiros dias de pós-operatório., uma vez que o retorno gradativo ao movimento é tão importante quanto o processo cirúrgico. Inicialmente, é recomendado fazer exercícios que melhoram a respiração, a movimentação dos pés em todas as direções e as contrações isométricas (  quando o músculo se contrai, produzindo força sem mudar seu comprimento ) na cama ou sentado. Os exercícios devem ir progredindo a cada dia, à medida que a pessoa vai apresentando capacidade.

Cuidados com a cicatriz 

Para facilitar a recuperação, deve-se cuidar bem da cicatriz, mantendo o curativo sempre limpo e seco. É normal que a pele ao redor da cirurgia ainda esteja adormecida durante alguns meses. Para alívio da dor, especialmente se o local estiver avermelhado ou quente, pode-se colocar uma compressa fria e deixar por 15 minutos. A retirada dos pontos é feita no hospital entre 8 e 15 dias, de acordo com a recomendação do cirurgião.

Além disso, no primeiro mês de pós-operatório são recomendados alimentos de fácil digestão e ricos em proteína – como ovo e carnes brancas, além de leite e seus derivados – que podem agilizar a cicatrização dos tecidos. Doces, embutidos e alimentos gordurosos devem ser evitados, uma vez que dificultam a cicatrização e prolongam o tempo de recuperação.

Outros cuidados

Para evitar que a prótese de quadril saia do local, é fundamental ter alguns cuidados básicos:

  • Não cruzar as pernas;
  • Não dobrar a perna operada mais do que 90º;
  • Não girar a perna com a prótese para dentro ou para fora;
  • Não apoiar todo o peso do corpo na perna com a prótese;
  • Manter a perna com a prótese esticada, sempre que possível.

Esses cuidados são muito importantes nas primeiras semanas depois da cirurgia, mas também devem ser mantidos por toda a vida. Nas primeiras semanas, o ideal é que a pessoa fique deitada de barriga para cima, com as pernas esticadas, tendo uma pequena almofada cilíndrica entre as pernas.

Quando ir ao médico

Muitos pacientes têm dúvidas sobre quando pode ser necessário procurar o cirurgião antes da data do retorno. É recomendado ir imediatamente ao Pronto Socorro em casos de dor intensa na perna operada, queda, febre acima de 38ºC ou dificuldade em mexer a perna operada.